SETOR DE CULTURA - CARTA DE ÁGUAS MORNAS E SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA

IX CONGRESSO NACIONAL DA
FEDERAÇÃO DOS CENTROS DE CULTURA ALEMÃ NO BRASIL – FECAB
Junho de 1999Carta de Águas Mornas e São Pedro de Alcântara

        Com os objetivos de ampliar o universo de relações entre agentes culturais (historiadores, pesquisadores, professores, acadêmicos, folcloristas, arquivistas, museólogos, cantores etc) ligados à preservação da memória da imigração/colonização alemã no Brasil, inteirar-se das diferentes perspectivas de abordagem histórica, conhecimento de acervos documentais, criar mecanismos de integração entre os agentes culturais, socializar os conhecimentos produzidos, estimular as comunidades teuto-brasileiras e, em especial, as comunidades alcantarense e aguasmornense a resgatar a sua identidade histórico-cultural sensibilizando-as da importância da preservação da memória histórica na construção da cidadania foi realizado, no período de 03 a 06 de junho de 1999, o IX CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO DOS CENTROS DE CULTURA ALEMÃ NO BRASIL, nas cidades de São Pedro de Alcântara e Águas Mornas, pelo transcurso do centésimo septuagésimo aniversário de fundação da primeira colônia alemã do Estado de Santa Catarina.

        Fruto das atividades desenvolvidas em função dos objetivos propostos nesse evento cultural os congressistas aprovaram, em plenária geral, as seguintes moções sob a denominação Carta de Águas Mornas e São Pedro de Alcântara:

1 – Sensibilizar: A população e os poderes constituídos sobre a necessidade/conveniência da preservação do Patrimônio Natural e Cultural dos Municípios com população teuto-brasileira e, em especial, Águas Mornas e São Pedro de Alcântara enquanto potencial turístico-cultural.

2 – Conservação: de prédios, monumentos e logradouros que refletem a evolução dos costumes dos imigrantes e que são testemunhas da história dos nossos antepassados.

3 – Promover a educação para a cultura através de ações formativas e informativas, como forma de integração social bem como na promoção e no exercício da cidadania.

4 – Elaborar, coordenar e executar programas de resgate e incentivo às manifestações culturais por meio de pesquisa, proteção e restauração do patrimônio histórico, artístico, arquitetônico e do resgate permanente e acervamento da memória da imigração alemã em Águas Mornas e São Pedro de Alcântara e em outros municípios com população teuto-brasileira.

5 – Incentivar: a criação do MUSEU REGIONAL DA IMIGRAÇÃO, bem como de Arquivos Históricos nos respectivos municípios.

6 – Participar: do projeto Turístico denominado ROTA ALEMÃ juntamente com os municípios de Angelina, Rancho Queimado, São Bonifácio, Anitápolis, Santo Amaro da Imperatriz, Antônio Carlos entre outros...

7 – Inventariar: e reconhecer os valores culturais estabelecendo proteção legal às potencialidades destes bens referenciais do passado.

8 – Recomendar: aos estudantes/acadêmicos o inventário do nosso Patrimônio Histórico e que o mesmo envolva diretamente as Prefeituras Municipais, SEBRAE, UFSC(Universidade Federal de Santa Catarina), UDESC(Universidade para o Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina), FCC(Fundação Catarinense de Cultura), e outras entidades interessadas harmonizando seu crescimento com a valorização dos aspectos ambientais, históricos, culturais e econômicos de seu povo.

9 – Insistir: na reivindicação para a implantação do ensino do idioma alemão nos currículos das escolas instaladas nos Municípios de Águas Mornas e São Pedro de Alcântara e nos demais municípios com população predominante de origem alemã.

10 – Propor a realização de convênios, intercâmbios entre cidades-irmãs, termos de cooperação ou contratos com organismos públicos e/ou privados atuantes na área do desenvolvimento cultural.

Águas Mornas/São Pedro de Alcântara, 06 de junho de 1999